A Nissan, terceira maior montadora do Japão, disse que vai cortar 20 mil postos de trabalho e contabilizar seu primeiro prejuízo dos últimos nove anos, num momento em que a recessão mundial compromete a demanda por automóveis e a valorização do iene corrói o valor dos lucros auferidos no exterior.

A empresa prevê prejuízo líquido de 265 bilhões de ienes (US$ 2,91 bilhões) no ano que se encerra em 31 de março, comparativamente à estimativa de outubro, de 160 bilhões de ienes de lucro. A empresa também cancelou o pagamento do dividendo do segundo semestre.

As vendas da Nissan nos Estados Unidos despencaram 31% em janeiro. A eliminação de 9% do quadro de funcionários coroa um mês no qual todas as montadoras japonesas reduziram suas projeções.

Fuente: Valor Econômico (10/02/09)