A edição de fevereiro de AutoEsporte já está nas bancas, destacando na capa a reportagem com as 50 novidades que a indústria automobilística vai colocar no mercado até 2011.

Mas, como isso pode acontecer, depois do setor entrar em crise e as vendas despencarem?

É claro que algumas dessas surpresas já estão prontas para entrar nas linhas de montagem e não há caminho de volta.

Além disso, como lembram os autores do levantamento – Glauco Lucena, Daniel Messeder e Lucas Litvay, o mercado brasileiro não deve sofrer tanto como os tradicionais e os fabricantes locais ainda enxergam boas oportunidades.

AutoEsporte relaciona carros nacionais ou aqueles importados que chegam sem impostos da Argentina e México e avisa que os modelos ausentes da lista também podem passar por uma evolução, recebendo novidades como o start stop, partida a frio (sem o tanquinho), câmbio automático ou automatizado.

As novidades

O sedã compacto Honda City, que tinha estréia marcada para o final do ano, fica mesmo para 2010, em função do atraso na construção da fábrica argentina.

Outra atração será a nova geração do Ford Fiesta sedan, que deve vir do México em 2011 sem impostos.

Enquanto o City e o novo Fiesta tem grande chance de emplacar, haverá desafios para o argentino Renault Symbol, já anunciado para março próximo como substituto do Clio Sedan.

O Citroën C3 Sedan está previsto para 2011.

Entre os sedãs médios AutoEsporte avalia que o Chevrolet Cruze tem boa chance de sucesso a partir de 2011, quando chega também um novo sedan mexicano da Volkswagen, maior e mais barato que o atual Jetta.

Ainda nessa categoria estão na fila a reestilização do Chevrolet Vectra e do Fusion, motor 2 litros para Honda Civic e Corolla e novas versões e motores para o Ford Focus e uma nova geração do Renault Mégane.

Para AutoEsporte, lançamento mais importante deste ano, em outubro, será o hatch da linha Viva, da General Motors.

 O compacto da Toyota, a ser montado na fábrica de Sorocaba, SP, chegará em 2011.

Há grande expectativa em relação à nova geração do Ford Fiesta, prevista para 2010, sem motor de um litro mas provavelmente com os motores da família Sigma de 1.6 litro.

Fiat Palio e Uno terão substitutos que compartilharão a mesma plataforma (do Panda) e segundo será mais simples, possivelmente com um motor flex de dois cilindros e 65 cv.

Ainda na relação dos novos projetos dessa categoria estão o Chevrolet Celta reestilizado, nova geração do Volkswagen Polo, Fox reestilizado e com novo motor, novo Citroën C3 e o Ford Ka de quatro portas (final deste ano).

As novidades elencadas por AutoEsporte se estendem pelos hatches médios, familiares, picapes e off-roads leves.

O Hyundai compacto sai da lista, já que a empresa anunciou a suspensão do projeto da fábrica em Piracicaba, SP. A Caoa, que monta o caminhão HR em Anápolis, GO, veicula anúncio nos jornais de 26 de janeiro assegurando que os projetos no Brasil estão mantidos por meio da unidade goiana.

Fuente: Automotive Business (Brasil) (26/01/09)

About these ads